Free songs
Página inicial / Saúde / Programa ‘Mais médicos’ vai repor 7 profissionais em 6 cidades no Amapá

Programa ‘Mais médicos’ vai repor 7 profissionais em 6 cidades no Amapá

medicosSete médicos cubanos devem chegar ao Amapá até quarta-feira (21) para repor as vagas que estavam em aberto do programa do governo federal ‘Mais Médicos’. Os profissionais serão enviados para seis municípios amapaenses, onde vão atuar nos próximos três anos.

Os sete fazem parte dos 1.380 profissionais cubanos que estão sendo enviados para reposição em 1,4 mil municípios pelo país. O anúncio foi feito no dia 15 de dezembro, pelo Ministério da Saúde. Antes de iniciarem as atividades, os médicos participam de acolhimento e regularizam a documentação em Brasília (DF).

A reposição será feita nos postos de trabalho de quase 5 mil profissionais cooperados que terminam o período de atuação neste 2º semestre de 2016.

Segundo o Ministério da Saúde, em setembro, o Congresso Nacional permitiu a prorrogação por mais três anos da atuação dos médicos estrangeiros no ‘Mais Médicos’. Com isso, quase 90% dos médicos intercambistas selecionados por edital, que participam do programa, optaram por permanecer no Brasil.

Em novembro, o Ministério da Saúde lançou um edital para contratação de profissionais formados no Brasil que vão substituir os cubanos, fruto de cooperação com o país da América Central. Para o Amapá foram destinadas 14 vagas e as inscrições iniciam nesta segunda-feira (19), e encerram dia 4 de janeiro.

Criado em 2013, o programa Mais Médicos ampliou a assistência na atenção básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Além do provimento emergencial de médicos, a iniciativa prevê ações voltadas à infraestrutura e expansão da formação médica no país.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos requeridos são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ir para o topo